Os estádios padrão Fifa, sem transporte metroferroviário
O Brasil construiu os estádios mais caros do mundo para Copa do Mundo, medidos por unidade de moeda investida por cadeira de espectador instalada. Serão ocupados, na maioria das ocasiões, apenas uma ou duas vezes por mês por jogos de futebol. Até capitais sem times próprios na divisão especial foram contemplados por um estádio padrão Fifa, financiado por recursos públicos.
 
As obras efetivamente de interesse da população eram o metrô ou VLTs, ligando a zona central aos estádios. Nenhuma obra desta modalidade foi concluída a tempo de atender àquele evento esportivo internacional.
 


terça-feira, 30 de agosto de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia