MG: Recursos centrados em estradas, saneamento e energia
O Governo do Estado de Minas Gerais investiu, no ano passado, cerca de R$ 1,8 bilhão em rodovias, energia e saneamento. Até 2017, pretende liberar R$ 1,2 bilhão para obras de implantação, ampliação, manutenção e conservação de rodovias mineiras, sob jurisdição do DER-MG. Por intermédio da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), devem ser investidos cerca de R$ 5 bilhões no setor até o ano que vem, com recursos aprovados no Programa de Desenvolvimento da Distribuição. Na área de saneamento, por meio da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), investiu R$ 550 milhões, no ano passado.
 
Para este ano, apenas com manutenção e conservação de rodovias, estão previstos R$ 398,8 milhões em investimentos. Em 2017, o governo mineiro promete investir mais R$ 782,8 milhões somente com obras de implantação e ampliação de rodovias.
 
Em 2015, no total, foram aplicados R$ 381,1 milhões em obras rodoviárias, segundo o governo mineiro. Ainda estão previstos para este ano investimentos de R$ 68,7 milhões em segurança viária, apoio a supervisão ambiental de obras e projetos e recuperação de pontes e viadutos (obras de artes especiais).
 

MG-230, uma das rodovias que recebeu melhorias
 
A malha rodoviária mineira, sob jurisdição do DER-MG, possui extensão de 27.491 km de rodovias. Desse total, 21.256 km (77,3%) são pavimentadas e 6.235 km (22,6%) não pavimentadas.
 
Com investimento de R$ 73 milhões, o governo mineiro promoveu, no ano passado, a pavimentação e melhoria da MG-230, no trecho entre os municípios de Serra de Salitre e rio Paranaíba, mais o contorno do rio Paranaíba, numa extensão de 57 km. A recuperação da rodovia beneficia diretamente 23 mil habitantes locais nos seus deslocamentos, além de melhorar o escoamento da produção agrícola da região.
 
Para este ano, o governo de Minas continua o seu programa de recuperação de rodovias. É o caso, por exemplo, da restauração, aumento da capacidade, implantação e pavimentação na MG-383, com 45,8 km de extensão, de Jeceaba (entroncamento com a BR-040) a São Brás do Suaçuí.
 
No investimento previsto de R$ 214,84 milhões, estão incluídas as construções de três novos viadutos e uma ponte, e o alargamento e restauração de outra ponte, numa extensão total de mais de 200 m. São elas: a nova ponte sobre o rio Paraopeba; viaduto na interseção com a MG-155; alargamento e restauração da ponte sobre o rio Paraopeba; viaduto na intersecção da BR-040 com a MG-383 e viaduto sobre tubulações da Transpetro.
 
Energia
Em 2015, a Cemig realizou investimentos em ativos elétricos no total de R$ 863,7 milhões. A companhia energética do governo mineiro informa que executou, aproximadamente, 296 mil atendimentos urbanos, rurais e para a segurança de terceiros, totalizando recursos da ordem de R$ 175,5 milhões. Para este ano, a previsão é de investir R$ 205 milhões para promover 332,5 mil atendimentos.
 
A empresa destaca ainda que foram aprovados recursos de aproximadamente R$ 5 bilhões para o Programa de Desenvolvimento da Distribuição, válido para o período de 2013 a 2017, conforme regulação do setor.
 
Saneamento
A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) investiu em infraestrutura no ano passado R$ 550,2 milhões, segundo dados extraídos do relatório de sustentabilidade da empresa. Desse total, R$ 201,1 milhões se referem a investimentos em captação e tratamento de água. Outros R$ 229,2 milhões foram aplicados em esgoto. Na Parceria Público-Privada do Sistema Rio Manso, entre a Copasa e a Odebrecht Ambiental, assinada em 2013, foram aplicados mais R$ 115,1 milhões, segundo o relatório.
 
Em 2015, a ampliação do Sistema Produtor do Rio Manso e a implantação do sistema de captação de água no rio Paraopeba, que vai abastecer a ETA Rio Manso, figuraram entre as principais obras de abastecimento de água do Estado, de acordo com o relatório de sustentabilidade. Esse empreendimento garantirá a oferta de água para a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) nos próximos anos.
 
Ainda na área de abastecimento de água, no ano passado, o governo mineiro destaca a complementação da interligação da Adutora Noroeste e a ampliação da capacidade de produção do Sistema Rio das Velhas, localizados na RMBH. Outras obras em 2015 foram a expansão da capacidade de atendimento de sistemas de abastecimento de água em diversas cidades, destacando-se Belo Horizonte, Sabará, São Gotardo, Teófilo Otoni, Ubá e Vespasiano.
 
Sistemas de esgotamento sanitário
A ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário de Belo Horizonte-Contagem, Coronel Fabriciano, Jaboticatubas, Nanuque, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves e da Estação de Tratamento de Esgoto do Ribeirão Arrudas (ETE Arrudas) figuraram entre as obras significativas no ano passado. Ainda na área de esgotamento sanitário, destacam-se, em 2015, a construção das estações de tratamento em Camanducaia, Caratinga, Cataguases, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Diamantina, Ibirité, Mateus Leme, Perdões e Prados, e a implantação dos sistemas de esgotamento sanitário de Juvenília, Manga, Morada Nova de Minas, Patos de Minas, Pedras de Maria da Cruz, São Gonçalo e Várzea da Palma.
 
No âmbito da Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Copanor), segundo o relatório, foram implantados sistemas nos municípios de Ataléia, Couto Magalhães de Minas, Itapé, Novo Cruzeiro (especificamente na localidade de Lambari), São João do Manteninha e Serro.
 

MINAS GERAIS

INVESTIMENTOS (Em R$ milhões)

 
2015
2016*
RODOVIAS
381,1
398,8
ENERGIA
863,7
205,0
SANEAMENTO
550,2
-
Total
1.795,0
603,8
 

Principais obras recentes em Minas Gerais

Obra
Construtora
Contratante
Localização
Descrição
Duplicação e entroncamento na
BR-040 (concluída)
Cowan
DER-MG
Jeceaba-São Brás Suaçui
Duplicação entre Jeceaba-São Brás Suaçui.
Entroncamento  BR-040 e São Brás Suaçui (contorno
e duplicação).
Acesso ao Aeroporto de Confins
(concluída)
Barbosa Mello / Torc
DER-MG
Região
Metropolitana
Belo Horizonte
Melhoria da mobilidade do vetor norte. Reformulação e revitalização das rodovias LMG-800 e MG-424:
readequação de 29 km de pistas, construção de
viadutos e passagens inferiores.
Contenção de cheias na bacia do
Córrego Túnel / Camarões
Galvão
Engenharia
Sudecap BH
Belo Horizonte
Obras de contenção de cheias e regulação de vazão na
bacia do córrego Túnel/Camarões. Implantação de
barragens, áreas de reserva e canalização do córrego.
Via 710
Construtora Marins / Conata
Prefeitura BH
Belo Horizonte
Via de acesso entre as regiões leste e nordeste, ligando
diversos bairros de Belo Horizonte.
Via 210
(concluída)
Constran
Prefeitura BH
Belo Horizonte
Com quatro pistas e cerca de 2 km de extensão, faz a
ligação de duas importantes vias das regiões oeste e
Barreiro: a avenida Teresa Cristina e a Via do Minério.
Hospital de Teófilo Otoni
KTM
DEOP
Teófilo Otoni
O hospital regional de Teófilo Otoni contará com 571 leitos, atenderá uma população de 1,2 milhão de
pessoas, de 86 municípios das macrorregiões do Vale do Jequitinhonha.
Hospital Regional de Governador
Valadares
Socienge /
Engeform
DEOP
Governador
Valadares
Conclusão para 2016. O hospital irá atender 1,5 milhão de pessoas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e terá ao todo 226 leitos, sendo 176 de enfermaria, 40 na unidade de atendimento intensivo (UTI) e 10 para o socorro
semi-intensivo.
 


terça-feira, 30 de agosto de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • JLG
  • Novas obras e Investimentos,
  • mwm
  • Rankng das Concessionarias
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia