MT: Principal produtor de commodities aplica em rodovias e saneamento

Programa Pró-Estradas pavimentou 554 km de rodovias em 2015
 
Pelas estradas do Estado do Mato Grosso, passa a maior parte da produção de commodities agrícolas do País. A construção e conservação de rodovias são fundamentais para o escoamento da safra em direção aos portos.
 
De acordo com a Secretaria de Infraestrutura do governo mato-grossense, em 2015 foram pavimentados 554 km de rodovias no Estado. Desse total, 375,9 km correspondem à construção de novas estradas e 178,1 km de reconstrução. Esse é o resultado do programa Pró-Estradas, lançado pelo governo estadual no início do ano passado.
 
Só com os serviços de tapa buracos, foram recuperados mais de 1 mil km de estradas pavimentadas. Para ampliar ainda mais as obras rodoviárias do Estado, no fim do ano passado, o governo lançou o Pró-Estradas - Vale do Rio Cuiabá, programa focado em ações rodoviárias nos 13 municípios da região, incluindo a capital do Estado, Cuiabá.
 
Ao todo, o programa inclui 66 obras ao custo de R$ 1 bilhão. O Pró-Estradas terá quatro obras de duplicação, 12 de pavimentação, 11 de reconstrução do asfalto deteriorado e 39 obras de arte especiais. Os recursos do pacote de obras são oriundos do Fethab, Cide, BNDES/Pró-Turismo, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e Banco do Brasil.
 
Interesse Social
Na cidade de Cáceres, estão sendo erguidas 177 unidades habitacionais pelo Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS). O valor total da obra é de R$ 4,9 milhões.
 
Divididas entre os municípios de Sapezal e Tapurá, as Operações Coletivas constroem 322 unidades habitacionais, a um custo total de R$ 5,4 milhões. O Estado do Mato Grosso participa diretamente com R$ 2,7 milhões nesses empreendimentos.
 
No Programa Vida Nova 2015/2016, o governo investe R$ 1,5 milhão na construção de 101 unidades habitacionais em quatro municípios.
 
Saneamento
No biênio 2015-2016, o Estado do Mato Grosso reservou R$ 50,9 milhões para projetos voltados à área de saneamento. Na modalidade convênio, os valores somam R$ 23,1 milhões, e na modalidade de contratos são mais R$ 20,7 milhões. Em processo de licitação, os valores dos projetos chegam a R$ 7,1 milhões.
 
Entre as principais obras de saneamento no Estado, está a implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade de Sinop, ao custo de R$ 8,9 milhões, realizada na modalidade de convênio. Outra obra importante é a implantação de coletor tronco da Bacia do Malheiros, no município de Cáceres, que está sendo executada na modalidade de contrato. O Investimento total é de R$ 2 milhões.


terça-feira, 30 de agosto de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • JLG
  • Novas obras e Investimentos,
  • mwm
  • Rankng das Concessionarias
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia