Hochtief ganhou "jogo de cintura" no País
A Hochtief chegou ao Brasil há 50 anos. Segundo o grupo, ao longo deste período, diversas fases e desafios foram vivenciados, sendo que no ambiente externo, a empresa se deparou com cenários políticos e econômicos voláteis, e no ambiente interno buscou apresentar soluções ao mercado com o intuito de otimizar os custos e minimizar os riscos na etapa de construção.
 
“Ao completar 50 anos, a Hochtief carrega em si dois traços fundamentais: o alemão e o brasileiro. O primeiro traz a memória genética de um país que foi inteiramente devastado por duas guerras no século passado e, ainda assim, mantém hoje sua posição de potência econômica e traz, também, uma cultura de prudência, planejamento e antevisão. O segundo, adquirido no Brasil, lhe confere o jogo de cintura necessário para lidar com imprevistos, assim como uma experiência já longa e duradoura com o modo brasileiro de trabalhar”, afirmou a empresa, por meio de nota enviada à revista O Empreiteiro, sobre o momento que o País atravessa. A Hochtief acredita que os tempos difíceis passarão.
 
Os mercados de atuação da empresa são as grandes edificações (hospitais, hotéis, edifícios comerciais, escolas e datacenters etc.), e as obras industriais e de infraestrutura. Dando prosseguimento a sua estratégia empresarial de identificar oportunidades e obtenção de contratos em novos mercados e segmentos, a Hochtief formou um grupo de empresas, composto pela Construtora Tedesco e Kern Engenharia.
 
Hoje, os serviços oferecidos envolvem engenharia e construção. Os serviços de engenharia abrangem, entre outros, estudos de alternativas técnicas e sua viabilidade econômica financeira, coordenação e desenvolvimento de projeto em todas as suas fases. Os serviços de construção abrangem gerenciamento e execução de obras em todas as modalidades contratuais.
 
Alguns exemplos de obras recentes: Edifício Pátio da Marítima, da Tishman Speyer, no Rio de Janeiro (RJ); nova fábrica da Mercedes Benz, em Iracemápolis (SP); hotel Four Seasons, em São Paulo (SP); hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS); armazém da Klabin, em Paranaguá (PR); pátio de madeira e secagem na planta da Fibria, para a Andritz; e Graded School, em São Paulo (SP).
 

Eco Berrini, em São Paulo (SP), é uma
das obras ícone da Hochtief do Brasil


quarta-feira, 31 de agosto de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia