Niterói (RJ) quer atingir 100% de universalização
A sede dos Jogos Olímpicos Rio 2016 está bem longe da promessa de equacionar seus problemas de saneamento e, consequentemente, contribuir para a melhoria da qualidade da água que do mar. Situação inversa a da verificada do outro lado da ponte, onde a cidade de Niterói já coleta e trata 95% do esgoto que é produzido em seu território. A antiga capital do Estado do Rio de Janeiro está prestes a ter 100% de seu sistema de coleta e tratamento de esgoto universalizado.
 
Nos cálculos da concessionária Águas de Niterói, do Grupo Águas do Brasil, essa façanha deve ser alcançada entre 2018 e 2019, com a construção das ETEs de Sapê e Badu, duas últimas do sistema que vai tornar Niterói a primeira cidade do Estado do Rio de Janeiro a coletar e tratar todo o esgoto de seus quase 500 mil habitantes.
 
Em março deste ano, a Águas de Niterói inaugurou a ETE Maria Paula, oitava da cidade e primeira a integrar o sistema de esgotamento sanitário da região de Pendotiba. A estação, que começou a ser construída no final de 2014, tem capacidade para tratar 35 l/s, podendo atingir até 60 l/s em horários de pico. A ETE Maria Paula faz parte do Plano de Investimento de R$ 120 milhões da Águas de Niterói para saneamento da cidade, em parceria com a prefeitura local.
 
O Grupo Água do Brasil investiu no ano passado R$ 350 milhões, contra R$ 320 milhões em 2014. Para este ano, a previsão é de investir R$ 390 milhões. Sua controlada, responsável pelo saneamento de Niterói, investiu R$ 26,5 milhões em 2015 e R$ 42 milhões em 2014.
 

SANEAMENTO

Investimentos realizados em 2015 / Maiores do setor

Companhias
Principais obras
Total (Em R$ milhões)
SABESP
Instalação de 10,5 km de tubulação para a transferência de 4 m³/s do braço Rio Grande da represa Billings até a represa Taiaçupeba / Execução de 226 mil novas ligações de esgoto
             3.481
SANEPAR
Ampliação das Estações de Tratamento de Esgoto Belém e Atuba Sul, em
Curitiba (PR)
               795
COPASA
Ampliação do Sistema Produtor do rio Manso e do Sistema de Captação de Água no rio Paraopeba para tratamento na Estação de Tratamento de Água Rio Manso / Complementação da interligação da Adutora Noroeste e ampliação da capacidade de produção do Sistema Rio das Velhas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte
               550
Total Geral
         
         4.827
 


quinta-feira, 1 de setembro de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • RANKING 500
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia