Inovação para avançar no mercado de cimento

 
As vendas de cimento no mercado nacional caíram 15,3% no acumulado de janeiro a junho de 2016, se comparado com o mesmo período do ano passado, segundo o Sindicado Nacional da Indústria do Cimento (Snic). No entanto, a Votorantim Cimentos vem tomando medidas já há algum tempo para manter a solidez financeira, adequar a produção à demanda e superar os altos custos de produção. Segundo Hugo Armelin, diretor de Vendas da companhia, entre as ações adotadas estão o aumento de preço (repasse parcial da inflação de custos), ajustes na estrutura organizacional, suspensão parcial de produção, venda de ativos não estratégicos e alongamento da dívida.
 
“A empresa já passou por diversas crises nesses 83 anos de história e sempre manteve o foco no longo prazo, mantendo a competitividade para superar o atual ciclo, com robustez operacional e solidez financeira. A empresa acredita na retomada da economia no médio prazo”, afirma o executivo.
 
Neste ano, a Votorantim Cimentos fez uma grande inovação em seu portfólio, após ampla pesquisa envolvendo mais de 400 profissionais da construção e que teve como objetivo entender os desafios, as dificuldades, as necessidades e as percepções de diferentes públicos sobre o processo de construção. Uma das sinalizações foi a dificuldade de toda a cadeia em entender as normas técnicas e a diferença do uso entre os cimentos. 
 
Assim, foram desenvolvidos produtos para cada tipo de obra, que são os seguintes: Obras Estruturais - cimento destinado para fundações, pilares, vigas e estruturas; Todas as Obras - cimento mais versátil e adequado para rebocos, contrapisos e lajes; Obras Básicas - cimento com foco em reparos e reformas sem função estrutural; Obras Especiais - cimento direcionado para uso industrial como pavers, pré-moldados e artefatos; e Obras Especiais em Meios Agressivos - cimento desenvolvido para regiões litorâneas, tubulações e estações de tratamento de esgoto.
 
“É a maior inovação neste mercado, porque o novo conceito de portfólio muda completamente a forma de se comercializar e de usar o cimento na construção civil. Para o consumidor não especialista, comprar cimento ficará mais fácil, conveniente e seguro; para o varejista e profissional da obra, trará mais assertividade na recomendação, garantindo desempenho, qualidade e produtividade na obra”, analisa Hugo Armelin.
 
Uma obra importante que a Votorantim Cimentos atende é a Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA). O fornecimento de cimento para a construção da usina foi de 100% da obra, seguindo as rigorosas especificações e o controle tecnológico exigidos. O trabalho envolveu o fornecimento a partir da fábrica de Xambioá, localizada no extremo norte do estado de Tocantins, de adição pozolânica através da fábrica de Poty Paulista, em Pernambuco, e de importação de Fly Ash (cinza volante, resíduo proveniente da queima de carvão mineral em termoelétricas) – ambos os elementos são de elevada importância para conferir propriedades específicas ao concreto executado para a obra.


quinta-feira, 1 de setembro de 2016
Fonte: Redação OE
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia