Brasil continua sendo país-chave da LiuGong
Das marcas chinesas de máquinas de construção que chegaram ao Brasil nos últimos anos, algumas poucas fincaram raízes de fato em território nacional. Um desses casos é a LiuGong, que manteve o País entre seus mercado-chaves e por aqui investiu.
 
 
Bruno Barsanti, vice-presidente da LiuGong na América do Sul, explica que a inauguração da fábrica em 2015 em Mogi Guaçu (SP), funcionando em sistema de CKD e SKD, representou um novo momento da empresa no País. “Mudamos o modelo de negócios por aqui”, conta.
 
 
A nova proposta da marca no Brasil é ter um distribuidor local em cada estado, ao invés de atuar com grupos de venda por região. A ação localizada já acontece em Goiás, Rondônia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Pará e Ceará. “O distribuidor local pode mostrar mais valor agregado da marca. Além disso, ele conhece a localidade”, expõe.
 
 
O executivo da LiuGong ressalta que a empresa quer atuar mais nos mercados médios e grandes de construção. Segundo ele, os produtos da linha amarela da empresa têm tecnologia de ponta semelhante às conhecidas marcas do segmento. “A nossa diferença e que não adicionamos produto que não agregue diretamente valor à máquina. Oferecemos alto desempenho, mas com máquinas simples de operação. Além de componentes que não sejam uma caixa fechada ou de difícil manutenção”, menciona.
 
 
A LiuGong chegou ao Brasil em 2007 por meio de uma representação. Em 2009, a empresa chinesa abriu escritório próprio em Belo Horizonte (MG). A fábrica paulista da LiuGong possui 26mil m² de área total e 6 mil m² de área construída. Além da parte industrial, possui departamentos de estoque de peças, serviços de
pós-venda e treinamento.
 
 
A marca mantém quatro fábricas fora da China: Índia, Polônia, Argentina e Brasil. No País, a marca monta a escavadeira de esteira 20 t a 22 t e que atualmente está sendo submetida à nacionalização. Outras máquinas da linha amarela que a marca oferece, incluem escavadeiras, pá-carregadeiras, motoniveladoras,
rolo compressor e minicarregadeira.
 
 
A partir do início deste ano, a empresa passa a vender também no Brasil o trator de esteira da Dressta, marca polonesa adquirida pela LiuGong em 2013. Com 30% de seus negócios hoje fora da China, a marca quer
chegar em 2020 com 45% das vendas distantes de seu território de origem. “Há um esforço de globalização da marca”, diz Bruno. De acordo com ele, a matriz quer dar mais autonomia às subsidiárias.
 
 
Recentemente, na linha de agregar tecnologia às suas máquinas, a LiuGong apresentou a pá carregadeira articulada de rodas com cinematismo vertical. A inovação está no braço da carregadeira. O braço com cinematismo vertical acentua a função principal da carregadeira de rodas, que é erguer e transportar carga,
proporcionando maior carga operacional e altura de elevação. O produto estará pronto para produção a partir de 2017 e disponível no mercado latino-americano em 2018. (Augusto Diniz)


terça-feira, 7 de fevereiro de 2017
Fonte: Revista O Empreiteiro
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia