Recuperação à vista no setor
A indústria de máquinas e equipamentos para construção enxerga o futuro com otimismo, seja no Brasil ou no mundo. Mas a necessidade de buscar relacionamentos mais densos com os usuários é fundamental para manter-se ativo no mercado, dizem executivos entrevistados pela revista O Empreiteiro.
 
Carl Gustaf Göransson, presidente global da marca CNH Construction Equipment e membro do conselho
executivo da CNH Industrial, explica que “se você quer um cliente hoje, você tem que investir a longo prazo. Tem que se trabalhar também junto com o distribuidor, em uma ação consistente e por longo tempo. E oferecer solução completa”.
 
Segundo ele, o cliente tem sido cada vez mais exigente. Sobre o Brasil, o executivo disse que a marca está
preparada para o novo ciclo de crescimento. “Tem muito potencial”, diz. Porém, ele afirma que os Estados Unidos hoje concentram as grandes expectativas de retomada.
 
Ele ainda vê a Índia como grande oportunidade. Roque Reis, vice-presidente da Case na América Latina, acrescenta que a fábrica brasileira da marca passou até a exportar pela primeira vez para os indianos motoniveladoras. Rafael Silva, executivo de marketing da Liebherr no Brasil, diz que a empresa ganhou novos clientes na área de peças e serviços, fruto de um direcionamento maior no mercado brasileiro à manutenção de frota.
 
Porém, afirma ele, “a ordem da matriz é continuar investindo no País”. Afrânio Chueire, presidente da Volvo CE Latin America, vê segmentos no País com potencial de expansão, como aos ligados direto ou indiretamente ao setor agrícola, incluindo o florestal, indústria de fertilizantes e movimentação de portos, com reflexo nas obras nas regiões atingidas. “A realidade é de que o mercado brasileiro parou de cair”, diz.
 
Alisson Brandes, diretor de Marketing e Vendas da JCB do Brasil, conta que a marca apresentará este ano novo equipamento no País, seguindo a estratégia de fazer pelo menos um lançamento anual de produto. “Queremos dobrar a receita em 2018 (com base em 2015) e participação no market share em 2020 (também
relativo a 2015)”, revela.
 
A John Deere continua diversificando e monta nova linha de produção em sua fábrica em Indaiatuba (SP). A marca produzirá nela trator de esteira, agregando novo produto fabricado no Brasil ao seu portfólio. “O trator de esteira servirá para agricultura, movimentação de terra, aterro sanitário e serviço secundário na mineração”, conta Roberto Marques, diretor de Vendas da John Deere Construção e Florestal. “A tendência no mercado é de se atender mais o cliente na manutenção, no monitoramento de performance e na localização. E de como está sendo utilizada a máquina”, acrescenta. Ricardo Bertoni, gerente de Vendas da JLG no Brasil, avalia que o setor está se recuperando. “O Brasil tem capacidade para dobrar de 30 mil plataformas para 60 mil plataformas aéreas, para atender logística, atividade industrial e construção”, menciona.
 
Numa linha mais técnica sobre o atual cenário da indústria, Yuri Monteiro, Regional Sales manager da Link-Belt do Brasil, expõe que os compradores de máquinas no Brasil têm optado por equipamentos mais específicos para cada tipo de demanda, mas não deixa de destacar que o produto multitarefa possui o seu lugar de destaque. “O mercado começa a despertar para a cultura de empregar o modelo correto para cada tipo de trabalho a ser realizado”, diz. Gustavo Faria, presidente da Terex América Latina, crê no segundo semestre um reposicionamento de máquinas novas no mercado. O grupo com sede em Nova York, Estados Unidos, reafirmou o interesse de manter as operações no Brasil.
 
Segundo o executivo, o segmento de locação de máquinas no qual a empresa trabalha diretamente, tem ajustado fortemente a oferta interna, inclusive realizando venda de equipamentos ao exterior.


quinta-feira, 20 de abril de 2017
Fonte: Revista O Empreiteiro
Publicidade
  • contato internacional
  • app ranking
  • Linha do Tempo
  • Guindaste Terex instala ponte metálica

A Revista

- Perfil

- Publicidade

- Assinaturas

Eventos

Contato

Rua Marquês de Paraná, 471
Cep: 05086-010 - sala 10 - Alto da Lapa - São Paulo/SP
Fone: (11) 3895-8590

 

500 Grandes

Edições

 
 
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaoempreiteiro.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - O Empreiteiro - Todos os direitos reservados.
Tendenza Tecnologia